Massacre do Carandiru completa 25 anos sem qualquer punição

Autor: Redação Notícias Ao Minuto Data da postagem: 12:00 02/10/2017 Visualizacões: 246
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:
A rebelião - Por volta das 16 horas do dia 2 de Outubro de 1992 o secretário de Segurança Pública, Pedro Franco de Campos, autoriza a PM a invadir o Carandirú após uma rebelião iniciada pela briga de dois detentos... / Foto: DR - Notícias Ao Minuto

Ao todo, 111 detentos morreram após Policiais Militares invadirem o presídio para conter uma rebelião em 1992

massacre da Casa de Detenção do Carandiru completou 25 anos nesta segunda-feira (2), ainda sem qualquer punição para os responsáveis pela morte dos presos. Ao todo, 111 detentos morreram após Policiais Militares invadirem o presídio com o objetivo de conter uma rebelião em 1992.

De acordo com o G1, a Justiça de São Paulo suspendeu recentemente a realização dos novos júris relacionados ao massacre até que recursos especiais do Ministério Público (MP) e das defesas dos PMs sejam julgados pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Em júris realizados entre 2013 e 2014, PMs chegaram a receber sentenças que variavam de 48 a 624 anos de prisão. No entanto, entre todos os réus, apenas um está preso, mas por outro crime. No caso, o ex-policial militar Cirineu Carlos Letang Silva foi apontado como um matador em série de travestis e foi condenado a mais de 16 anos de prisão pela morte de Alison Pereira Cabral dos Anjos.

Curta a nóticia:
Curta o CEERT: