Brasileiro que esteve detido se une com o irmão para mudar de vida e juntos criam padaria sustentável

Autor: Redação Hypeness Data da postagem: 18:00 07/11/2018 Visualizacões: 315
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:
Brasileiro que esteve detido se une com o irmão para mudar de vida e juntos criam padaria sustentável / Foto: Ateliê Sustenta CaPÃO - Reprodução - Hypeness

José Carlos de Anunciação, 34, e Bruno Horácio Pereira dos Santos, 25. Os irmãos cresceram em Capão Redondo, bairro violento da capital paulista. Aos 12, José fez seu primeiro bolo, com a ajuda da mãe, e aos 14 começou a trabalhar em uma padaria. Já Bruno se envolveu com drogas aos 14 anos e aos 16 estava na Febem. Mas para quem acha que não dá pra segurar essa barra e mudar, Bruno tem uma boa história para contar.

Desde pequeno, Bruno se interessava por algo que no bairro não faltava: material reciclável. Ele gostava de observar os catadores e se divertia com caixas e garrafas PET. Ele pensava que talvez gostaria de trabalhar com a limpeza pública, mas a adolescência o levou para a reclusão na Febem. Quando saiu de lá, voltou a estudar e conseguiu um emprego como coletor no caminhão de lixo. Feliz com as conquistas, foi convidado pelo Instituto Rukha para ser líder comunitário, o que lhe daria a oportunidade de fazer uma graduação, que seria bancada por empresários.

Pensando nas brincadeiras de infância e em quanto se interessava pelo material reciclável, Bruno escolheu cursar Gestão Ambiental. Agora Bruno enxergava o lixo de forma diferente e compartilhava os aprendizados da faculdade com jovens da comunidade, para quem dava aulas informais.

Nesse período, José já havia trabalhado em diversas padarias e restaurantes, entre elas a PÃO (Padaria Artesanal Orgânica), onde aprendeu a arte de fazer pães e bolos com maestria. Foi ao perceber que era realmente bom no que fazia que José teve a ideia de abrir seu próprio negócio e chamou Bruno para fazer parte do projeto. Assim nasceu o Ateliê Sustenta CaPÃO, um espaço reformado com materiais do lixo – do mosaico do chão às plantas – onde os irmãos servem cafés da manhã e lanche da tarde recheados com delícias artesanais.

Além do espaço comunitário, que atende com reserva prévia, os irmãos iniciaram a fabricação diária de pães de mel e traçam planos para o futuro. Segundo eles, a comunidade consome cerca de 70% do que é produzido e o negócio de José e Bruno inspira os jovens do Capão, provando que é possível fazer muito com pouco.

Foto: Ateliê Sustenta CaPÃO

Foto: Ateliê Sustenta CaPÃO

Foto: Ateliê Sustenta CaPÃO

Foto: Ateliê Sustenta CaPÃO

Foto: Ateliê Sustenta CaPÃO

Foto: Ateliê Sustenta CaPÃO

Foto: Ateliê Sustenta CaPÃO

Foto: Ateliê Sustenta CaPÃO

Foto: Ateliê Sustenta CaPÃO

Curta a nóticia:
Curta o CEERT: