Relatório socioeconômico do negro na cidade de São Paulo

Autor: Redação SMPIR e BID Data da postagem: 11:00 19/06/2017 Visualizacões: 305
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:
Relatório socioeconômico do negro na cidade de São Paulo / Imagem: Divulgação - SMPIR e BID

A ex Secretaria Municipal de Promoção da Igualdade Racial de São Paulo (SMPIR) publicou o  relatório (em anexo) em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID)

O relatório  tem como objetivos principais:

(a) dar um panorama geral da situação de vulnerabilidade da população afrodescendente de São Paulo de forma clara, gráfica e concisa, e

(b) prover dados atualizados para a formulação, implementação e avaliação de programas e iniciativas a serem realizadas pelo governo municipal e pelo setor privado para a promoção da igualdade racial. 

Os principais focos do relatório são questões relacionadas a oportunidades no ensino, à participação dos negros no mercado de trabalho formal e informal, ao rendimento das famílias e a aspectos de segurança cidadã. 

Os dados coletados e analisados são provenientes das seguintes fontes: Censo Demográfico de 2010 (IBGE), Relação Anual de Informações Sociais 2013 (RAIS, Ministério do Trabalho) e Sistema de Informação sobre Mortalidade de 2013 (SIM/PRO AIM, Ministério da Saúde). 

As informações foram desagregadas no nível do munícipio e das subprefeituras, e por raça e gênero. Recentemente, tanto o setor público como o setor privado implementaram diversos programas de ação afirmativa para a promoção da inclusão de grupos afrodescendentes e redução das desigualdades raciais presentes em diversos âmbitos da sociedade brasileira. 

No setor público, após iniciativas de diversas universidades, foi aprovada em 2012 a lei de cotas para as universidades federais (Lei no 12.711).  

Na cidade de São Paulo, a Lei Municipal nº 15.939/2013  instituindo cotas raciais de 20% no serviço público municipal de São Paulo. 

Os resultados deste relatório indicam que as desigualdades permanecem em quase todos os aspectos analisados:

Curta a nóticia:
Curta o CEERT: