Luciana Gimenez banca sinhá e diz que empregados estão na senzala

Autor: Redação Catraca Livre Data da postagem: 11:00 19/05/2017 Visualizacões: 10740
Curta a nóticia:
Curta o CEERT:
Luciana Gimenez e a "senzala" / Imagem: Reprodução / Instagram - Catraca Livre

A apresentadora deixou o racismo escapar durante "brincadeira" com empregados

A apresentadora Luciana Gimenez deixou o racismo escapar durante uma "brincadeira" envolvendo empregados de sua casa.

Um vídeo compartilhado por ela no stories do Instagram mostra um momento em que ela aparece na cozinha de casa, onde está uma equipe de funcionários dela.

Eles brincavam com o fato de Mick Jagger, pai de um filho com Luciana, estar no Brasil.

Ela, que é branca, chega na cozinha e diz aos trabalhadores, alguns deles negros e todos uniformizados: "está rolando uma bagunça aqui na senzala, é?".

O vídeo foi registrado pela página Coletivo Sistema Negro. Confira:

"Senzala não é brincadeira. Senzala é violência, é dor, é o território específico da desumanização que por 4 séculos nós negros sofremos nesse país. Senzala é o lugar do abandono, da invisibilidade. Senzala é lugar do estupro das mulheres negras, da bestialização dos homens negros, do desmanche da família negra e da perpetuação do racismo nas instâncias mais subjetivas que ainda atingem o povo negro, como em sua afetividade", afirma o coletivo.

"Senzala não é brincadeira. Escravidão não foi brincadeira. Palavras têm história, e a história dessa é uma só: Racismo. Respeite essa história. Respeite e entenda as marcas que ela ainda mantêm na nossa sociedade", finaliza o texto.

Curta a nóticia:
Curta o CEERT: